sábado, 2 de outubro de 2010

Palmeira-de-rabo-de-peixe (Caryota urens)

(Palmeiras)

(Infrutescência)

(Folhas)

Esta planta, da família Arecaceae, com o nome científico de Caryota urens L. é originária das zonas de floresta tropical da Índia, Sri Lanka, Mianmar e Malásia, mas sua actual distribuição é bem mais ampla, pois pode encontrar-se noutras zonas do globo e, designadamente, no Brasil, onde é conhecida pela designação de Palmeira-de-rabo-de-peixe, nome que deriva do formato dos seus folíolos.
Nas regiões de origem, a medula desta palmeira é utilizada para obtenção de sagu (uma espécie de farinha) e a seiva é usada, após fermentação, para o fabrico duma bebida alcoólica denominada "toddy". Os frutos, no entanto, não são comestíveis.
A sua ampla difusão, quer nos países de origem, quer noutras regiões tropicais e subtropicais deve-se, porém, não àqueles aproveitamentos, mas sim ao facto de ser muito apreciada como planta ornamental.
(Local e data: Orchha - Índia; Agosto 2010)
(Clicando nas imagens, amplia)

35 comentários:

Isa GT disse...

Essa do Toddy, lembrou-me o chocolate para o leite e quanto à bebida alcoólica ter o mesmo nome, para quem não saiba... disfarçam bem o que estão a beber ;)

BFS

casabarra disse...

Tenho no meu jardim essa Palmeira (Cariota Mitis), muito bonita, mas está quebrando o muro com as várias mudas que crescem ao redor. Acho que infelizmente terei que cortá-la ou tirar uma muda e plantar em outro lugar. Ou ela ou o muro.
Edlene

Antonio Marcos, disse...

Evitem contato com a semente dessa árvore, pois ela causa uma coceira muito forte e irritabilidade da pele.

Flávio Marques disse...

A planta é linda não há registros oficiais no Brasil relacionados a coceira ou irritabilidade da pele no manuseio desta planta e nem referentes a seus frutos. Trata-se de de informação equivocada e não tem qualquer respaldo ci^ntifico e técnico, os animais como Brotogeris chiriri, aves e outros polinizadores, pessoas em jardins, praças públicas, casas com varias destes exemplares não tem relatos de problemas, mas não descartamos pessoas debilitadas, crianças com sistema imunológico deficiente possa ter estas reações provenientes de outras fontes e relacionar com esta planta Caryota urens - Painera-Rabo-de-Peixe.

Biólogo CRBIO4 076694-D

Neide Rigo disse...

Flávio,
hoje tive a infelicidade de tocar num fruto desta palmeira e depois de passar a mão nos braços era como se eu tivesse enfiado os dois num formigueiro raivoso. Ardeu e doeu muito. Eu senti a pele queimando. Sensação que durou cerca de uma hora. Fiquei imaginando uma criança que pegue no fruto e toque nos olhos. No parque da Água Branca estas palmeiras foram substituídas porque causavam acidentes com os frutos e os jardineiros tinham que mexer nela com luvas. Então, é bom ter cuidado. Obrigada pelas informações.
Neide

Anónimo disse...

Cheguei a este post porque resolvi "testar" hoje os frutos dessa palmeira, pois meu filho atingiu uma idade muito curiosa. Testei da própria forma, na própria pele. Peguei uma frutinha madura, abri, passei um pouco na lingua e sobre a mao. NAO FAÇAM ISSO EM CASA. Minhas mãos ficaram em brasas, e minha lingua como em um formigueiro. Ela é linda, mas verei o que vou fazer com ela. Pra quem não tem, não recomendo. Moisés.
Caryota - Palmeira rabo de peixe.

Rodrigo Levy disse...

NAO INGIRAM E NAO TOQUEM OS LINDOS CACHOS DESSA PALMEIRA, ACABO DE FAZER ESSA BESTEIRA, E FIQUEI TODO ARDENDO.ESSA PALMEIRA DE ACORDO COM VÁRIOS SITES TEM SOBRE OS COQUINHOS CRISTAIS DE OXALATO DE CALCIO QUE SE INGERIDOS EM GRANDES QUANTIDADES PODEM ATE SER FATAL.
fonte:
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAejw0AK/sobrevivencia3?part=2

http://pt.wikipedia.org/wiki/Oxalato_de_c%C3%A1lcio

Rafael disse...

ESTOU AQUI TODO COÇANDO!!! O biólogo aí que disse que não coça que faça o teste. Só abri o frutinho para ver como era. São duas sementes e uma polpa marrom. Eu tava criando coragem para comer quando começaram a arder os dedos. Fui lavar e a coceira se espalhou pelos braços!!! COÇA MUITO, É HORRÍVEL!!! Ainda bem que não pus na boca!

SIlvio Wunderlich disse...

Flavio, me desculpa a pergunta mas qual a universidade que tú fizeste biologia? Seja mais responsável, menos acadêmico para lançar uma informação destas. Só posso imaginar que tu tenhas te confundido.

Talison Motta Ramos disse...

O Flávio está correto. Temos uma dessa em casa, já cortei diversos cachos e carreguei nas costas sem camisa para o descarte, tudo sem problema algum. Mesmo procedimento realizado por familiares e empregados.

Estão confundido está palmeira com uma outra, que é bem menor e com caule fino, cujos coquinhos são aparelhados meio vermelhos. Da palmeira do post eles são verdes, ficam roxos e depois apodrecem.

OBS: Temos essa palmeira em casa há 15 anos.

Rafael disse...

Carregar nas costas não é problema. Para dar a coceira é preciso descascar. E pra descascar eu precisei até de faca.

Flávio Marques disse...

Prezado Silvio Wunderlich pelo meu registro profissional o senhor pode ter acesso a minha formação. Talvez seja o senhor mais responsável e especialista no assunto. Informo que não sou um especialista em botânica, mas acredito que não me confundi. Então vejamos: a planta tem sua defesa, pois pela sua beleza e especificidade se não houvesse estas estratégias de sobrevivência logo seria prendada. Imagino nos países onde esta planta tem seu uso em bebidas e alimento e são manipuladas de forma manual diariamente, óbvio que exageros não são tolerados, pois quem em Sam consciência vai quebrar e abrir um fruto deste, creio que há resistência natural do fruto a ação mecânica de mordidas, quebras etc que uma criança não conseguiria facilmente ter acesso...máximo é limpar as mãos rapidamente na roupa ou tocar alguma parte do corpo apenas, segundo observação de psicólogos...isso é um aviso da planta...como o soar de um chocalho de uma cascavel, ou coloração forte de algum animal? Por conta disso temos que exterminar a planta? por uma simples reação que dura "Uma hora" conforme relatou uma leitora. Devemos por este motivo condenar a planta a morte? mas não descarto a possibilidade de talvez seja outra espécie e se a mesma deve se avaliar o solo ou região. Tenho uma destas no meu quintal com 15 anos tem uns 11 metros de altura e minha rede fica nela. Abraços

maria Luiza Gancia disse...

Caro Flavio, junto-me a voce em defesa da palmeira "rabo de peixe" (carioca). Tenho 9 (nove) plantas dessa espécie no meu jardim e nunca tive problema algum.Crianças e animais (2 gatos e 2 cachorros) brincam e passeiam em baixo delas ,com os coquinhos caídos e nada aconteceu até agora ( fazem 7 anos). Devemos sim e saber do que se fala antes de atacar uma espécie tão bonita e decorativa. Abraços

Rafael disse...

Eu não ataco a espécie! Ela que me atacou! Também acho bonita e decorativa, mas experimente abrir o frutinho e esfregar na pele. Faça um vídeo, por favor, e poste aqui.

Rafael disse...

Para quem deseja um "registro oficial" de acidentes no Brasil, serve esse?

http://www.unb.br/noticias/unbagencia/cpmod.php?id=28111

Aí tem argumentos de autoridade adoidado: médicos, bombeiros, técnicos da Vigilância Sanitária, laboratório da Universidade de Brasília, técnicos do Departamento de Parques e Jardins...

Rafael disse...

Outra referência "oficial" sobre a planta pode ser encontrada no site da ESALQ - Universidade de São Paulo.
Diz ali:

"Os frutos são avermelhados quando maduros, e recobertos por cristais de oxalato de cálcio, urticantes no manuseio."

http://www.esalq.usp.br/trilhas/palm/palm15.php

Como dito acima, o que provoca a urticária (coceira) são os cristais de oxalato de cálcio.

Elis disse...

Flávio, acho que você faltou a essa aula, consulte o link http://www.museunacional.ufrj.br/hortobotanico/paginas/palmeiras/caryotaurens.htm

Anónimo disse...

Hoje pela manhã, fui efetuar a poda desses coquinhos na palmeira rabo de peixe, pois tenho 12 no meu jardim, no entanto, não descasquei, apenas podei, e fiquei com os braços e pernas com uma coçeira insuportável! Realmente essa palmeira dá coçeiras, evitem tocá-las. Abraços

Flávio Marques disse...

Olá Elis, não faltei não rsrrss, como se nota não é culpa da planta, agora a meninada...nenhum dos relatos seja de entidades ou autoridades optaram por eliminação das plantas, acredito que nenhum órgão seria tão irresponsável a permitir seu plantio, caso fosse uma ameça a saúde da população. Tudo se resolveu por um simples banho. Nada mais, alias essa coceira já tive também, mas nada que mereça cuidados médicos. Exite coisas mais graves a serem tratadas e que merece nossa atenção. Repito, a possibilidade de uma pessoa ingerir literalmente um fruto destes é quase nula. Mas pode ocorrer, pois vai saber.Abraços a todos e reflitam.

william disse...

Eu pesquisei algo sobre essa palmeira justamente por que fui manusear o fruto, e passei a mão na minha perna, que por sua vez me deu uma coceira muito grande, então sou prova que dá coceira sim, caso não acredite faça o teste.

william disse...

SÃO PAULO - Pelo menos 112 crianças foram para atendidas no Hospital Regional da Asa Norte, no Distrito Federal, vítimas de intoxicação. Os sintomas lembram os causados por pó-de-mico, com coceira e ardência na pele. Muitas crianças se desesperaram e choraram. De acordo com as vítimas a intoxicação foi causada pelo fruto de palmeira rabo-de-peixe. Alunos da oitava série da escola Caseb, na 909 Sul, teriam pegado o fruto em uma árvore que fica em frente ao colégio e passado para os colegas. A maioria dos alunos apresentou uma reação alérgica imediata depois de pegar nos frutos da planta. O Corpo de Bombeiros foi chamado para fazer o resgate.

De acordo com o Hospital Regional da Asa Norte, as crianças começaram a chegar por volta das 9h. Cinquenta foram atendidas no ambulatório da unidade e outras 62, na pediatria. A chefe de pediatria, Maria Clara Martins, conta o que foi feito de imediato.

- Todas tiveram apenas problema na pele e foram medicadas com antialérgico. Todas tomaram banho para tirar a substância da pele e trocaram de roupa.

Anónimo disse...

Causa sim, uma oceirados diabos e qdo se molha a pele parece agulhas finíssimas entrando e saindo na pele! Horrível!

Anónimo disse...

Causa irritação horrível na pele sim, parece queimadura

Raimunda Pereira disse...

Nossa! Trabalho em uma escola e temos muito dessa planta. Mas nunca houve relato de incidentes, eu mesma toquei nos cachos.

Eliezer Moreira disse...

Boa tarde?
Tenho uma planta dessas em casa e não sabia nem o nome, ai resolvi abrir um desses frutos bonitinhos dela. sem querer passei a mão no meu braço, começou uma coçeira insuportável ai resolvi conhecer essa planta. tenham muito cuidado com o fruto dela!

Anónimo disse...

Ja´ tive uma planta dessa especie, Meu Deus porque acontece a existencia dessas especie de plantas, no inicio eu nao sabia,por sorte, certo dia, uma criança que percorria meu quintal, onde inumeras crianças brincavam todo santo dia me alertou dizendo; veja o que acontece coma um coquinho desse e vc vai ter um problema,ela cossa e queima a pele,causa acidente e alem do mais se balançar o cacho dos coquinhos ela tambem solta um pelo que tambem e´acidentavel causando a mesma coseira de causar fortes causas como exemplo de queimar a pele chegando ao ponto de arrancar o couro, E´ verdade muito cuidado com esta expecie de arvore conhecida como rabo de peixe,mulambu,caryota mitis. Gostaria que criassem leis para dar por extintos,para nao existir principalmente nas praças e ambientes publicos.

josenildo tenorio disse...

Pelo amor de Deus que haja uma lei proibindo essa expecie de palmeira, a conhecida Caryota mitis,tambem muito conhecida como rabo de peixe ou mulambu. o fruto dessa palmeira se mastigalo na bouca certamente ira´ ter problemas graves cossa muito, chegando ate arrancar o couro de tanto a pessoa se cossar,tambem balançando o caixo dos coquinhos a planta solta um po que terrivelmente a cosseira e´ insuportavel que o hospital e´o destino certo. muito cuidado ja´ fui vitima e crianças tambem No quintal da minha casa tinha um cara desses e cortei. Ufa! Graças a Deus quase me lasquei.

Anónimo disse...

Sim eu tive a infelicidade de tocar nos frutos muita coceira ardência horrivel

Unknown disse...

Hoje tive a infelicidade de experimentar dessa coceira terrível, pois vi meu cachorro pegando um fruto e mastigando, para ver q gosto tinha, acabei mordendo e sem querer passei a mão no rosto, tiver uma coceira terrível, de coçar até arrancar o couro. Não mexer nos frutos, de jeito nenhum, não desejo essa sensação para ninguém.

Maria Sinhá Padre disse...

Comi uma frutinha por curiosidade, doce com uma leve sensação de ardência que permaneceu um tempinho na língua. Fora isto, nada mais.

AGROFLORESTA NOVO MUNDO disse...

Ontem manuseie algumas semente desta planta, tirei os caroços do fruto para plantar, ao terminar estava com uma leve alergia na pele da mão ,,pensei que tinha sido picado por um inseto,passei uma pomadinha e pronto melhorou, agora lendo isso, imagino que seja este o motivo alérgico. Alguém sabe porque ocorre,que substancia ha nos frutos ou sementes que causam alergia??? Obrigado!

Priscila disse...

Estava procurando explicação para coceira que tive depois de ter contato com fruto de uma palmeira linda! e vi que muitas pessoas que também tiveram essa péssima experiência.
Estava viajando e em um ponto de parada muito bonito para tirar fotos peguei um frutinho maduro e abri para ver o que tinha dentro, onde teve contato, mãos, braços e pernas ardeu e coçou muito.
Depois encheu de calombo como se tivesse sido atacado por formigas.
Agradei a Deus que não aconteceu com minhas filhas... Não aconselho deixar crianças próximas à frutinho!

Unknown disse...

Rabo de peixe??? Rabo do capeta... E os coquinhos são os bagos! É do cão essa planta.

Anónimo disse...

Senhores,
quem foi medicado por conta desse contato, poderia informar qual a substância antialérgica foi recitada? Passei por isso também e meu braço está como se estivesse dentro de um formigueiro.

muito obrigado a todos pela atenção!

jequtibah disse...

Para Flávio Marques: não é porque você não teve conhecimento sobre algo que ele não existe. Procure no Google por "palmeira rabo de peixe, intoxicação".
Informe-se melhor.