segunda-feira, 29 de abril de 2019

quarta-feira, 17 de abril de 2019

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Biscutella sempervirens subsp. vicentina










Biscutella sempervirens subsp. vicentina (Samp.) Malag.*
Planta perene, com 20 a 50 cm, com caule(s) ramificado(s), hirto(s) na base, glabro(s) na parte superior; flores com pétalas amarelas, agrupadas em cachos densos durante a floração e menos densos na frutificação; folhas basais obovadas, dentadas, esbranquiçadas com revestimento de pêlos compridos e macios, agrupadas em roseta; as caulinares semelhantes, mas com menor tamanho; fruto com 2 valvas orbiculares; estilete com 4 a 5mm.
Tipo biológico: hemicriptófito ;
Família: Brassicaceae (Cruciferae)
Distribuição: Endemismo ibérico, com ocorrência limitada, em Espanha, à província de Málaga e, em Portugal, ao litoral do Sudoeste alentejano e algarvio.
Ecologia/habitat: terrenos rochosos calcários, arenosos ou argilo-arenosos, junto do litoral, a altitudes até 110 m.
Protecção legal: Decreto-Lei nº 140/99 de 24 de Abril, republicado pelo Decreto-Lei nº 49/2005 de 24 de Fevereiro -Anexos B-II e B-IV.  Transposição da Directiva Habitats (92/43 CEE)
Floração: de Março a Maio.
* Sinonímia: Biscutella laevigata L. raça vicentina Samp. (Basónimo); Biscutella vicentina (Samp.) Rothm. ex Guinea.
[Local e data do avistamento:  Praia da Amoreira - Aljezur (Algarve); 10 - Março - 2019]
(Clicando nas imagens, amplia)

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Linaria aeruginea subsp. aeruginea







Linaria aeruginea (Gouan) Cav. subsp. aeruginea
Erva perene, glauca, peloso-glandulosa na inflorescência; caules férteis decumbentes ou erecto-ascendentes, com 6 a 70 cm, simples ou ramificados; os estéreis decumbentes ou erectos; folhas aproximadamente lineares; inflorescência com 3 a 34 flores, densa durante a floração, mas menos na frutificação; flores com corola bilabiada, simétrica, de cor variada (amarela, avermelhada ou púrpura) mais ou menos carregada; cápsula globosa ou ovoide-subglobosa, glabra, mas com pêlos glandulíferos no ápice. 
Tipo biológico: caméfito;
Família: Plantaginaceae;
Distribuição; Planta endémica da Península Ibérica, sendo rara no Norte Peninsular e encontrando-se confinada em território português a Trás-os-Montes, Beira Alta e Estremadura.
Ecologia/habitat: terrenos rochosos e/ou  pedregosos de natureza calcária, a altitudes até 2200m. 
Floração: de Fevereiro a Julho.
(Local e data do avistamento: Serra da Arrábida; 23 - Março - 2019)
(Clicando nas imagens, amplia)