terça-feira, 5 de outubro de 2010

"Não há bela sem senão"

Jacinto-de-água [Eichhornia crassipes (Mart.) Solms]

A beleza do Jacinto-de-água, planta aquática da família Pontederiaceae, conhecida no Brasil  pela designação de Gigoga, país donde é, aliás, originária (da bacia do Amazonas) não oferece dúvidas. Todavia, no caso dela, bem se pode aplicar o ditado em epígrafe.
É que, se no local de origem, a planta não levanta problemas de maior, pois tem ali predadores, já em muitos outros locais onde foi introduzida, como planta ornamental, é considerada como planta infestante, figurando mesmo entre as cem espécies exóticas mais daninhas do mundo. De facto, devido ao seu rápido crescimento e multiplicação, não só impede o desenvolvimento de outras espécies da flora aquática, como, ao provocar uma descida  do nível de oxigénio da água nos locais onde se instala, torna insustentável a vida para muitas espécies da fauna aquática. 
Local: Lagoa da Barrinha (Mira)
(Clicando nas imagens, amplia)

1 comentário:

Isa GT disse...

Esta até eu sabia que é uma verdadeira praga, um senão enooorme ;)

Bjos