domingo, 4 de dezembro de 2016

Erva-sargacinha ou Sargacinho-peganhoso (Halimium umbellatum)






Erva-sargacinha ou Sargacinho-peganhoso [Halimium umbellatum  (L.) Spach]
Pequeno arbusto, muito ramificado, que pode atingir até 70cm de altura, com ramos curtos, folhosos e um tanto tortuosos; folhas sésseis, opostas; lineares ou linear-lanceoladas e uninérvias, ou oval-lanceoladas ou oblongo-lanceoladas e trinérvias; flores com pétalas brancas, sem manchas, agrupadas (1 a 10) em cimeiras umbeliformes.
Segundo a Flora Ibérica, além da subespécie nominal (H. u. umbellatum), ocorre na Península Ibérica e também no território português do Continente (LU, para os botânicos), uma outra subespécie designada por Halimium umbellatum subsp. viscosum (Willk.) O. Bolòs et Vigo. 
Grosso modo, as duas subespécies diferem sobretudo no número e tipo de pêlos e em particular dos pêlos glandulíferos existentes nos pedicelos e nas sépalas, pêlos estes que estão na origem da maior ou menor viscosidade apresentada pelas plantas.
Muito viscosa a subespécie H. u. viscosum, a justificar a atribuição do epíteto subespecífico e pouco viscosa a subespécie nominal. Acresce que aquela pode alçar-se até aos 70 cm de altura, enquanto que a subespécie nominal, por via de regra, não vai além dos 30 cm,
Tipo biológico: fanerófito; 
Família: Cistaceae;
Distribuição: As duas subespécies distribuem-se por forma não inteiramente coincidente: a  nominal está presente apenas em França e na Península Ibérica, encontrando-se em Portugal  desde o Alto Alentejo até ao Minho. A subespécie H. u. viscosum tem uma distribuição geral mais ampla, pois, além da Península Ibérica, ocorre também no Norte de África (Marrocos e Argélia). Em Portugal, esta subespécie aparece sobretudo nas regiões mais próximas da fronteira terrestre, mas pode encontrar-se desde o Algarve até Trás-os-Montes.
Ecologia/habitat: As duas subespécies diferem também no respeitante ao habitat. A nominal prefere terrenos de matos, algo húmidos, em solos pobres, siliciosos, a altitudes  entre 100 e 1800m.  A H. u. viscosum encontra-se também em terrenos de mato, mas secos, sobre solos ácidos, com areia ou cascalho, a altitudes até 1900m
Floração: subespécie nominal: de Abril a Julho; subespécie  H. u. viscosum: de Fevereiro a Julho.
[Local e data: Picoto Rainho - Serra de Alvelos (concelho da Sertã); 28 - Abril - 2014]

Sem comentários: