sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Tremoceiro-bravo (Lupinus gredensis)

(1)

 (2)

(3)

(4)

(5)

(6)
Tremoceiro-bravo (Lupinus gredensis Gand.)
Erva anual (tipo biológico: terófito) vilosa ou hirsuta com caule geralmente ramificado a partir da base que pode atingir até 80cm de altura; folhas com longos pecíolos e com o limbo divido em 4 a 9 folíolos; flores com corola de cores diferentes: a cor de todas as flores, enquanto imaturas, pode ir do amarelo pálido ao creme ou ao branco sujo, cores que permanecem inalteráveis relativamente às agrupadas nos 3 ou 4 verticilos superiores; as restantes, porém, após a maturação, mudam de cor que passa a rosa ou lilás.
Família: Fabaceae;
Distribuição: trata-se de mais um endemismo ibérico, com ocorrência limitada ao Centro e Oeste da Península Ibérica. 
Em Portugal encontra-se disperso por todo o território do Continente, desde o Minho até ao Algarve, embora seja, aparentemente, mais comum nas regiões a Norte do Tejo.
Ecologia/habitat: campos agrícolas abandonados ou em pousio, matos degradados, bermas de estradas e caminhos,  em solos siliciosos, a altitudes até 1500m.
Floração: de Março a Agosto.
Sinonímia: Lupinus hispanicus Boiss. et Reut. subsp. bicolor (Merino) Gladst.
[Locais e datas: Beira Alta (Sortelha - Sabugal); 16 - Abril - 2015 (foto 5); Beira Baixa (Capinha - Fundão) 30 - Abril - 2015 (fotos restantes)]

1 comentário:

Anónimo disse...

Magnifico!