domingo, 13 de outubro de 2013

Trevo-cervino (Eupatorium cannabinum subsp. cannabinum)









Trevo-cervino * (Eupatorium cannabinum L. subsp. cannabinum )
Erva perene (tipo biológico: hemicriptófito), da família Asteraceae. Possui caules robustos, erectos, algo lenhosos na base que que podem atingir até 1,5 m de altura; folhas opostas, palmatissectas, as caulinares com 3 ou 5  lóbulos, com margens levemente serradas; e flores tubulares diminutas formando pequenos capítulos  (2 a 5 mm de diâmetro) agrupando-se estes em corimbos ou panículas de dimensão variável.
Distribuição: é considerada como originária da Europa, Ásia e Norte de África, mas encontra-se naturalizada em várias outras regiões do globo, onde foi introduzida,  em razão, quer do seu uso como planta ornamental, quer da sua utilização em fitoterapia.
Ocorre também em Portugal desde o Minho ao Algarve, mas não de forma uniforme: é bastante comum nas regiões próximas do litoral Norte e Centro do Continente e rara nas regiões interiores e na regiões a  sul do Tejo.
Ecologia/habitat: locais frescos, húmidos, mais ou menos sombrios, margens de cursos de água, terrenos aluviais e zonas paludosas.
Floração:  de Julho a Setembro.
*Outros nomes comuns: EupatórioEupatório-de-Avicena.
(Local e data: Serra do Gerês; 21 - Setembro - 2013)

2 comentários:

soldeelisa disse...

Oi, você encontrou essa planta Eupatório no Brasil? Onde?

Francisco Clamote disse...

Não Soldeelisa, não encontrei a planta no Brasil, mas sim em Portugal. No "post" é iindicada a Serra do Gerês como local onde a planta foi fotografada, serra que fica no norte do território português do Continente.