domingo, 1 de agosto de 2010

Erva-pessegueira (Polygonum persicaria)

Prosseguindo na visita à horta iniciada no "post" anterior, constata-se que, em concorrência com as plantas cultivadas (as bem amadas), surgem ali muitas outras, consideradas daninhas pelos agricultores (as mal amadas). Entre elas conta-se a da imagem que, não obstante não dar pêssegos, dá pelo nome de Erva-pessegueira (Polygonum persicaria L.), sendo também designada pelos nomes comuns de Cristas; Erva-das-pulgas; Erva-pulgueira; Persicária; Persicária-vulgar; Pessegueira e Pesseguelha.
Pertencente à família Polygonaceae, é considerada nativa da Europa e Ásia, encontrando-se, no entanto,  naturalizada noutros continentes e como tal é qualificada como planta cosmopolita.
Manifesta preferência por terrenos húmidos e sombrios, qualquer que seja a natureza dos solos, desenvolvendo-se nas margens de cursos de água, em relvados húmidos  e, sobretudo, em terrenos afectos a culturas de regadio, pois a movimentação das terras facilita a propagação das sementes e a sua germinação.
(Clicando nas imagens, amplia)

1 comentário:

Isa GT disse...

Esta conheço e é, mesmo, chatinha nas hortas ;)