domingo, 10 de janeiro de 2016

Hypochaeris glabra










Hypochaeris glabra L. 
Erva anual (tipo biológico: terófito) da família Asteraceae/Compositae, com uma ou várias hastes florais (com 4 a 40cm), simples ou ramificadas na parte superior, apresentando, com alguma frequência, segmentos engrossados*; folhas todas basais, dispostas em roseta, glabras ou ligeiramente híspidas, inteiras ou levemente lobadas; flores liguladas, amarelas, agrupadas em capítulos terminais revestidos por brácteas involucrais glabras.
Distribuição: Grande parte da Europa; Norte de Áfríca; Sudoeste da Ásia e parte da Macaronésia. Introduzida  em vastas regiões do globo, como a Austrália e a América do Norte, tem hoje, no que respeita à distribuição, o estatuto de planta subcosmopolita.
A espécie é bastante comum em Portugal: como planta autóctone no território do Continente e na Madeira e, como espécie introduzida, no arquipélago dos Açores.
Ecologia/habitat: pastagens; baldios;, campos incultos; clareiras de matos; bermas de estradas e caminhos, geralmente em terrenos secos e arenosos.
Floração: de Fevereiro a Julho.
*A estes segmentos (bem visíveis na última foto) é dado, pelo menos, em algumas regiões da Beira Alta, o nome de "tornozelas". Têm um sabor agradavelmente adocicado e são comestíveis. Isto diz quem já as provou.

Sem comentários: