quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Narciso-da-tarde (Narcissus serotinus)




Narciso-da-tarde, Narciso-bravo ou Narciso-laranja (Narcissus serotinus L.)
Erva vivaz, bulbosa, glabra, com 8 a 30 cm; bolbo subgloboso; escapo cilíndrico, maciço; com  uma única folha linear, lisa que, por via de regra, surge apenas após a antêse da, em geral, única flor apresentada pela planta;  as flores (uma só, ou 2, eventualmente) com pedicelo de secção circular, tubo do perianto, verde, acentuadamente mais estreito na parte inferior, tépalas brancas, mais curtas que o tubo, coroa de cor alaranjada, muito mais curta que as tépalas e do que o tubo; fruto (cápsula) oblongo-ovóide; sementes negras, brilhantes.
Tipo biológico: geófito;
Família: Amaryllidaceae;
Distribuição: Sudoeste da Península Ibérica e Noroeste de Marrocos, com ocorrência limitada em Portugal ao território do Continente e circunscrita ao Algarve, Alto e Baixo Alentejo.
Ecologia/habitat: orlas e clareiras de matos e de pequenos bosques, pastagens anuais, com frequência em solos rochosos ou pedregosos, a altitudes até 500m.
Floração: de Setembro a  Novembro.
(Avistamentos: 11/14 - Outubro - 2021)
(Clicando nas imagens, amplia)

Sem comentários: