domingo, 28 de fevereiro de 2010

Plantas ornamentais:Palmeira-lírio (Yucca gloriosa)

(Yucca gloriosa - inflorescência)
Designada vulgarmente por Palmeira-lírio, Árvore-da-pureza e Iúca (nome científico: Yucca gloriosa L.) é uma planta da família Agavaceae, nativa da costa atlântica do Sudeste dos Estados Unidos da América, mas entretanto largamente difundida, como planta ornamental, por outra regiões e países, incluindo em Portugal, onde se encontra, com frequência, quer em jardins particulares, quer públicos.
(Clicando na imagem, amplia)

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Plantas ornamentais: Eufórbia-marginada (Euphorbia marginata)

 (Canteiro com plantas de Eufórbia-marginada)

(Inflorescência - Pormenor)

A Eufórbia-marginada (Euphorbia marginata Pursh) também designada comummente por Neve-de-montanha é uma planta da família Euphorbiaceae, nativa das zonas temperadas da América do Norte, mas amplamente difundida por outros países e regiões, como planta ornamental, não sendo invulgar encontrá-la, no nosso país, em jardins públicos e particulares. 
(Clicando nas imagens, amplia)

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Plantas ornamentais:Grinalda-de-noiva (Spiraea cantonensis)


(Aspecto geral da planta)

(Inflorescência)
A Grinalda-de-noiva (Spiraea cantonensis Lour.) também designada vulgarmente por Coroa-nupcial e Buquê-nupcial é uma planta da família Rosaceae, originária da China e Japão, mas amplamente cultivada, como planta ornamental, noutras regiões, especialmente em regiões temperadas, incluindo em Portugal, onde é frequentemente utilizada em jardins e parques públicos e também em jardins particulares.
(Clicando nas imagens, amplia)

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Sanguinho-de-água (Frangula alnus)

O Sanguinho-de-água (Frangula alnus Mill.; sin: Frangula nigra Samp.; Rhamnus frangula L.) (também designado vulgarmente por SanguinhoAmieiro-negro; FrângulaSangarinheiro; Sangarinheiro-de-água; e Sanguinheiro, é uma planta da família Rhamnaceae que se distribui por grande parte da Europa, Próximo Oriente e Noroeste de África, surgindo, por regra, nas margens de cursos de água e em terrenos  húmidos. Em Portugal ocorre principalmente no Norte e Centro do país.
A casca do troco e dos ramos, depois de seca é utilizada em fitoterapia para casos de obstipação, devendo, no entanto, respeitar-se as doses recomendadas, pois o seu uso em doses excessivas, origina gastroenterites e cólicas intestinais (Cfr. Plantas e Produtos Vegetais em Fitoterapia - ed. Fundação Caloute Gulbenkian, 2009)

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Plantas ornamentais: Mióporo (Myoporum laetum)

(Plantas formando uma sebe viva)

(Pormenor de ramos com folhas e flores)

(Pormenor da flor)

(Frutos)

O Mióporo (Myoporum laetum G. Forst.) é uma planta da família Scrophulariaceae (Ordem: Lamiales) originária da Nova Zelândia mas naturalizada noutras regiões do Globo, incluindo em Portugal, onde foi introduzida para fins ornamentais. No nosso país, distribui-se actualmente pelas regiões Centro e Sul (Alentejo e Algarve) próximas do litoral, avançando algum tanto para o interior na zona do Vale do Tejo e no Alentejo. Embora a sua utilização como planta ornamental em parques públicos ou privados com acesso público, continue a ser predominante, a planta também é utilizada na formação de sebes vivas, como se pode ver por uma das imagens acima reproduzidas.
(Clicando nas imagens, amplia)

Tornassol (Heliotropium europaeum)

(A Planta)

(Pormenor das folhas e inflorescência)
O Tornassol (Heliotropium europaeum L.) também designado vulgarmente por Tornassol-com-pêlos, Verrucária e Erva-das-verrugas é uma planta da família Boraginaceae (Ordem: Lamiales), originária da Europa, Ásia e Norte de África, mas encontra-se naturalizada noutras paragens (Austrália e América do Norte). Em Portugal, distribui-se por todo o território, sobretudo em terrenos arenosos, cultivados e incultos. 
(Clicando nas imagens, amplia) 

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Tanchagem-menor (Plantago lanceolata)

(Clicando, amplia)
Também designada vulgarmente por Carrajó, Tanchagem, Língua-de-ovelha e Orelha-de-cabra, álém de vários outros, a Tanchagem-menor (Plantago lanceolata L.) é uma planta da família Plantaginaceae (ordem.: Lamiales) considerada originária da Europa, tendo sido introduzida noutros continentes. Na  América do Norte é tida como planta invasora. Em Portugal distribui-se por todo o território, surgindo espontânea em diversos habitats. Floresce de Maio a Julho.
É usada em fitoterapia, para inflamações da pele, brônquicas e da orofaringe (Cfr. Plantas e Produtos Vegetais em Fitoterapia, ed. Fundação C. Gulbenkian, 2009).

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Erva-feijoeira (Fallopia convolvulus)

A Erva-feijoeira [Fallopia convolvulus (L.) A. Löve; sin: Bilderdykia convolvulus (L.) Dumort.; Fagopyrum convulvulus Samp.; Polygonum convolvulus L.] também designada vulgarmente por Corriola-bastarda e  Polígono-trepador é uma planta anual, de rápido crescimento, da família Polygonaceae (Ordem: Poligonales) nativa da Europa, Ásia e Nordeste de África. Surge sobretudo em terrenos de aluvião, nas proximidades de cursos de água. Em Portugal distribui-se pelo Norte e Centro do país, incluindo, porém, as zonas de lezíria a Sul do Tejo.
(Local e data: Rapoula do Côa - Sabugal; 10-06-2009)
(Clicando na imagem, amplia)

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Orelha-de-cordeiro (Salpichroa origanifolia)

Orelha-de-cordeiro [Salpichroa origanifolia (Lam.) Baill.]

Originária da América do Sul e naturalizada em muitas outras regiões do globo, incluindo em Portugal, esta planta pertence à família Solanaceae (ordem: Solanales). Também é designada por Orelha-de-ovelha.
Sin: Atropa rhomboidea Gillies et Hook.; Busbequia radicans Mart.; Perizoma rhomboidea (Gillies et Hook.) Small;  Physalis origanifolia Lam.; Planchonia arbutifolia Dunal; Salpichroa rhomboidea (Gillies et Hook.) Miers; Withania origanifolia (Lam.) Pailleux et Boiss.
(Clicando nas imagens, amplia)

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Azevinho-das-canárias (Ilex canariensis)


(Clicando, amplia)
O Azevinho-das-canárias (Ilex canariensis Poir.) é uma planta endémica das Canárias e da Madeira, da família Aquifoliaceae. Também é designado vulgarmente por Azevinho-das-rochas e Azevinho-dos-jardins. É utilizado como planta ornamental.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Plantas ornamentais: Lírio-alaranjado-da-china (Hemerocallis fulva)

(Clicando, amplia)
 
Originário da China e/ou Japão, o Lírio-alaranjado-da-china [Hemerocallis fulva (L.) L.] é uma planta pertencente à família Hemerocallidaceae, muito divulgada como planta ornamental. São conhecidos vários cultivares.

Palha-de-armar-vinha (Carex pendula)


Palha-de-armar-vinha(Carex pendula Huds.) (em inglês: pendulous sedge)
Palha-de-armar-vinha (também designada por Carriço-dependurado) é considerada originária de grande parte da Europa, Médio Oriente, Norte de África, e Macaronésia, tendo, no entanto, sido introduzida noutros países, designadamente nos Estados Unidos e Nova Zelândia. Pertence à família Cyperaceae (Ordem: Poales); surge espontânea em matos e relvados húmidos; e floresce de Maio a Junho.
(Clicando na imagem, amplia)

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Plantas ornamentais: Baunilha-dos-jardins (Heliotropium arborescens)


Baunilha-dos-jardins (Heliotropium arborescens L.)

Da família Boraginaceae (Ordem: Lamiales) a Baunilha-dos-jardins é também designada pelos nomes comuns de Falsa-baunilha, Heliotrópio-do-peru e Bálsamo-de-cheiro. Originária do Peru, encontra-se amplamente divulgada noutras paragens, como planta ornamental. (A planta da imagem, p.e. foi fotografada na Polónia, em Varsóvia).
(Clicando na imagem, amplia)

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Cardo-do-coalho (Cynara cardunculus)

Cardo-do-coalho (Cynara cardunculus L.)
Também designada por Cardo-hortense e Cardo-manso, esta planta, da família das Asteraceae, surge espontânea na Região Mediterrânica, incluindo em Portugal, em terrenos pedregosos, mas é também cultivada. A designação de Cardo-do-coalho advém do facto de as suas flores, depois de secas, serem utilizadas no fabrico do queijo, como coagulante do leite.
(Clicando na imagem, amplia)