quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

BOAS ENTRADAS ...


... E CONTINUAÇÃO em 2009
Embora as perspectivas não sejam muito animadoras, quem sabe se o ano de 2009 não poderá vir a ser uma boa surpresa. Estes são, pelo menos, os meus votos.

FELIZ ANO de 2009 para todos!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Plantas ornamentais: Arruda

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

A Arruda que é também conhecida pelas designações comuns de arruda-fedorenta e arruda-dos-jardins, entre outras (com o nome científico de Ruta graveolens L, e sinónimos: Ruta montana, Ruta sativa, Ruta hortensis, Ruta latifolia) é uma planta muito aromática, embora, a meu ver, de cheiro pouco agradável, mas bastante cultivada, quer como planta ornamental, quer devido ao facto de lhe serem atribuídas propriedades medicinais. Nalgumas zonas do país é-lhe ainda atribuída a virtualidade de afugentar pragas dos campos de cultivo.
Pertence à: Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Ordem: Sapindales; Família: Rutaceae; Género: Ruta; Espécie: Ruta graveolens.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Agrimónia (Agrimonia eupatoria)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

A Agrimónia (nome científico:Agrimonia eupatoria L.) é uma planta nativa da Europa, Ásia e norte de África que pertence à Divisão: Magnoliophyta; Classe:Magnoliopsida; Subclasse:
Rosidae; Ordem: Rosales; Família: Rosaceae; Género: Agrimonia; Espécie: Agrimonia eupatoria.
São-lhe atribuídas propriedades medicinais.
Mais informação: aqui.

domingo, 21 de dezembro de 2008

Árvore-do-papel-de-arroz (Tetrapanax papyriferus)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

Árvore-do-papel-de-arroz é a designação vulgar, em português, desta planta originária da China e da Formosa, com o nome científico de Tetrapanax papyriferus (Hook.) K.Koch e que pertence à Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Ordem: Apiales; Família: Araliaceae; Subfamília: Aralioideae; Género: Tetrapanax; Espécie: Tetrapanax papyriferus
(Proveniência da imagem: Jardim Botãnico de Lisboa)

sábado, 20 de dezembro de 2008

Opuntia leucotricha

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)


Na imagem, uma planta suculenta da família dos cactos, com o nome científico de Opuntia leucotricha DC. e que tem as designações em inglês de Arborescent Prickly Pear, Aaron's beard cactus e semaphore cactus e em espanhol os nomes de Duraznillo blanco e Nopal blanco. No México, donde esta planta é originária é conhecida pela designação de Durasnilla.
Pertence à: Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Ordem: Caryophyllales; Família: Cactaceae; Género: Opuntia; Espécie: Opuntia leucotricha.
(Proveniência da imagem: Jardim Botânico de Lisboa)

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Iochroma coccineum

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)

Ramo com folhas e flores de uma planta com o nome científico de Iochroma coccineum Scheidw. Originária da América Central, esta planta pertence à: Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Ordem: Solanales; Família: Solanaceae; Género: Iochroma; Espécie: Iochroma coccineum.
(Proveniência da imagem: Jardim Botânico de Lisboa)

Cabreira; Seisim (Phyllis nobla)

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)
Cabreira, Seisim, ou Seisinho, são os nomes comuns desta planta, com o nome científico de Phyllis nobla, originária das ilhas da Madeira e das Canárias e que pertence à Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Ordem: Gentianales; Família: Rubiaceae; Género: Phyllis.
(Proveniência da imagem: Jardim Botânico de Lisboa)

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Euphorbia grandicornis

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)
A Euphorbia grandicornis K. I. Goebel é uma planta suculenta originária da África Oriental (do Quénia à África do Sul) que pertence à Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Ordem: Malpighiales; Família: Euphorbiaceae Subfamília: Euphorbioideae; Género: Euphorbia; Espécie: Euphorbia grandicornis.
(Imagem captada no Jardim Botânico de Lisboa)

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Euphorbia balsamifera

(Para ampliar, clicar sobre a imagem)


Euphorbia balsamifera Aiton ssp. ADENENSIS (Defl.) Bally, de seu nome, esta planta suculenta é originária do Sul da Arábia, do Iémen e Somália.
Pertence à Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Ordem: Malpighiales; Família: Euphorbiaceae; Subfamília: Euphorbioideae.
É uma planta muito tóxica.
(Imagem colhida no Jardim Botânico de Lisboa)

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Plantas alimentares: A Cebola (Allium cepa)

(O bolbo)

(A planta)

(Inflorescência)
A Cebola (Allium cepa L.) [de que acima se apresenta o respectivo bolbo (também designado vulgarmente pelo nome da planta), a planta ainda em fase de crescimento e a sua inflorescência em forma de umbela] pertence à: Divisão: Magnoliophyta; Classe: Liliopsida; Ordem: Asparagales; Família: Alliaceae; Género: Allium; Espécie: Allium cepa.
O bolbo da cebola é um dos ingredientes mais utilizados na confecção de alimentos, havendo também quem o consuma ao natural. Para além do bolbo, também as folhas da cebola são utilizadas na alimentação humana, sobretudo em saladas.
O consumo da cebola é aconselhado no plano medicinal, como preventivo de algumas doenças, devido ao facto de a alguns dos seus constituintes serem atribuídas propriedades anti-inflamatórias e anti-oxidantes.
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Plantas alimentares: O nabo (Brassica rapa)

(Cultura de nabos)

(O nabo)

Estamos no tempo deles, razão para trazer ao "Botânico aprendiz" o Nabo (Brassica rapa L.), planta alimentar que pertence à: Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Ordem: Brassicales; Família: Brassicaceae; Género: Brassica; Espécie: Brassica rapa.
O nabo tem vindo a conhecer uma cada vez maior aceitação como alimento humano, conquanto continue a ser também muito utilizado na alimentação dos animais domésticos. Na alimentação humana aproveitam-se do nabo todas as suas partes constituintes: a raiz (tuberculosa) a que é também dado o nome de "cabeça", utilizada em sopas e na confecção do famosíssimo "cozido à portuguesa"; as folhas, também designadas por "nabiças", na confecção de sopas e de "esparregado" e, após o início da floração, os grelos, no acompanhamento de diversos pratos de peixe e de carne.
(Para ampliar, clicar sobre as imagens)

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Plantas suculentas: Figueira-da-índia (Opuntia ficus-indica)

(A planta com frutos)

(Frutos - pormenor)
Figueira-da-índia ou Tabaibeira (no Brasil) é o nome vulgar, em português, desta planta suculenta da família dos cactos, com o nome científico de Opuntia ficus-indica (L.) Mill. pertencente à Divisão: Magnoliophyta; Classe: Magnoliopsida; Subclasse: Caryophyllidae; Ordem: Caryophyllales; Família: Cactaceae; Género: Opuntia; Espécie: Opuntia ficus-indica.
É desconhecida a origem desta planta, que é vulgar e surge espontânea em Portugal. É utilizada, sobretudo, como planta ornamental, quando não surge espontânea, bem como em sebes naturais. Os seus frutos são comestíveis, embora sejam objecto de pouca procura.